fancybox - Touch enabled, responsive and fully customizable jQuery lightbox script

Casa Branca e UFLA fazem prova de avaliação com 80 touros Angus e Simental sul-africano em confinamento e a campo

A Casa Branca Agropastoril está iniciando Prova de Desempenho de Touros, que envolve  avaliação em confinamento e a pasto. Participam do teste 80 machos jovens das raças Angus e Simental sul-africano, no sul de Minas Gerais. A prova é supervisionada por técnicos da Universidade Federal de Lavra (UFLA), responsáveis pelas mensurações e resultado final da avaliação.

“Essa avaliação é incorporada ao processo de seleção dos touros Angus e Simental sul-africanos da Casa Branca. Além de todo o rigor zootécnico e dos acasalamentos dirigidos, passamos a oferecer ao mercado animais provados também a chancela da UFLA após avaliação tanto em confinamento quanto a pasto”, ressalta o criador Paulo de Castro Marques.

Os machos que estão entrando em prova têm entre 7 e 10 meses de idade e acabam de ser desmamados. Nesse período, já passaram por avaliação inicial da Casa Branca. Os melhores foram selecionados para o teste de desempenho.

Os animais ficaram confinados durante 112 dias, com alimentação controlada mais silagem. Durante o período de teste, passaram por quatro pesagens. No final dessa etapa, os machos terão a carcaça avaliada por ultrassonografia, visando identificar os melhores para área de olho de lombo e espessura de gordura, além de quesitos de adaptabilidade, como espessura e comprimento do pelame (Simental), temperatura da superfície e frequência respiratória, informa o técnico Heitor Pinheiro Machado.

Após período de adaptação de 30 dias, os animais serão avaliados durante 168 dias quanto ao desempenho a campo, permanecendo em condições de pastejo.  Essa etapa tem o intuito de adaptar os animais nas condições a que serão submetidos quando forem comercializados. Novamente, os machos serão avaliados a cada 28 dias.

“Os machos Angus e Simental sul-africanos serão avaliados tanto em condições de confinamento quanto de pastagem, objetivando proporcionar a avaliação completa e segura do desempenho individual”, reforça Paulo de Castro Marques.

“Dessa forma, os machos aprovados na Prova de Desempenho da Casa Branca serão os destaques nos leilões de touros da empresa em 2013 e podemos oferecer ao mercado animais rigidamente avaliados e prontos para enfrentar os desafios das propriedades em todas as regiões do país”, complementa o proprietário da Casa Branca.